ESF de Timbuí conscientiza moradores no combate à dengue (05/02/2019)

Equipes da Unidade de Estratégia de Saúde da Familia de Timbuí, composta por Agentes de Combate a Endemias (ACE) e Agentes Comunitários de Saúde (ACS) foram à rua na ultima segunda-feira (04) em uma ação de conscientização aos moradores sobre os riscos do mosquito Aedes aegypti e as formas de combatê-lo.

Os servidores visitaram residências, esclareceram dúvidas e ajudaram na remoção de recipientes que possam acumular água como, latas, garrafas, pratinhos, entre outros. Além disso, foram instalados armadilhas na rua onde possui maior incidência de casos de dengue, a fim de monitorar os possíveis focos.

A orientação é para que todos os moradores ajudem no combate ao mosquito, que é o principal vetor da dengue, zika e chikungunya.  “As pessoas devem criar o hábito de pelo menos uma vez por semana, eliminar depósitos com água parada e, assim, romper o ciclo de vida do mosquito”, afirma o secretário de Saúde, Fernando Gustavo.

Fumacê

A Secretaria Municipal de Saúde de Fundão tem reforçado desde o início do ano a aplicação do inseticida espacial, técnica conhecida como (Fumacê). Segundo o secretário, o objetivo é que os quarteirões sejam envoltos com a névoa para que o inseticida entre na casa das pessoas. "É a técnica mais adequada para o controle do mosquito Aedes aegypti, que tem seus criadouros, predominantemente, no interior dos imóveis". Conclui.

 

Aedes aegypti

 

O Aedes aegypti é um mosquito doméstico. Ele vive dentro de casa e perto do homem. Com hábitos diurnos, o mosquito se alimenta de sangue humano, sobretudo ao amanhecer e ao entardecer. A reprodução acontece em água limpa e parada, a partir da postura de ovos pelas fêmeas. Os ovos são colocados e distribuídos por diversos criadouros.

Em menos de 15 minutos é possível fazer uma varredura em casa e acabar com os recipientes com água parada – ambiente propício para procriação do Aedes aegypti. Veja as principais orientações.

 

Cuidados dentro de Casa

 

Tampe os tonéis e caixas d’água;

 Mantenha as calhas sempre limpas;

 Deixe garrafas sempre viradas com a boca para baixo;

 Mantenha lixeiras bem tampadas;

 Deixe ralos limpos e com aplicação de tela;

 Limpe semanalmente ou preencha pratos de vasos de plantas com areia;

 Limpe com escova ou bucha os potes de água para animais;

 Retire água acumulada na área de serviço, atrás da máquina de lavar roupa.

Texto: Milene Miguel