Fundão aposta no cliente oculto para auxiliar empreendedores de Praia Grande e região (14/06/2018)

Programa prevê que consultores especialistas se passem por fregueses e realizem pesquisa de qualidade nos estabelecimentos

Para contribuir na melhoria do atendimento nos empreendimentos da região de Praia Grande, o Escritório do Sebrae-ES lança o programa Cliente Oculto em três segmentos diferentes – hospedagem, bares e restaurantes. 

O SEBRAE-ES em parceria com a Prefeitura de Fundão e da Secretaria Municipal de Turismo, Cultura e Lazer, está promovendo uma consultoria gratuita (100%) de subsídio denominada CLIENTE OCULTO. A proposta é a de oferecer uma avaliação da sua empresa pelo ponto de vista de um especialista, identificando os pontos fortes e fracos do negócio, para implementar estratégias que aumentem sua competitividade.

A palestra acontecerá no dia 20/06/2018, à partir das 14 horas, na pousada Joaripe em Praia Grande, com o tema "Marketing pessoal: Quando o negócio é você". As etapas compreendem contato telefônico, visita “cliente oculto” e reunião com o empresário para avaliação e entrega da devolutiva com recomendações para melhoria das inconformidades. 

 O Cliente Oculto é aplicado individualmente e o consultor especialista faz uma visita anônima na empresa participante para analisar o atendimento. “No caso dos restaurantes, por exemplo, serão analisados todos os pontos de experiência do cliente no empreendimento. Como o atendimento da equipe, desde a recepção, os garçons até o caixa. Além da limpeza do ambiente e da apresentação dos produtos oferecidos”, detalha Ubirajara

Feita a visita, o consultor realizará um diagnóstico sobre a experiência vivenciada como cliente, apresentando os pontos a serem melhorados e as soluções para que o empresário possa realizar as adequações e correções em seu negócio.

 
Estratégia nasceu nos EUA

O conceito de cliente oculto ou secreto surgiu na década de 1940, nos Estados Unidos, com o objetivo de avaliar a integridade dos colaboradores dos estabelecimentos comerciais. No Brasil, a atividade chegou há cerca de 15 anos como estratégia de gestão.

Ao longo dos anos o cliente oculto foi aperfeiçoado e passou a ser usado por várias empresas com o objetivo de identificar falhas no atendimento ao cliente e corrigi-las para a melhoria das vendas e o próprio crescimento dos negócios.